top of page

MANIFESTO - A REINVENÇÃO DO COMÉRCIO E NEGÓCIOS LOCAIS

Atualizado: 23 de abr. de 2020

Diante das incertezas e do impacto catastrófico gerado pela crise do Coronavírus / Covid-19 para os pequenos negócios, em especial ao comércio local, num momento onde se torna urgente que toda a sociedade lance mão de recursos e conhecimentos para encontrar soluções práticas e urgentes para reinvenção e sobrevivência dos mesmos, manutenção de empregos e rendas, elaborei este documento manifesto com propostas de estratégias de marketing práticas.


Apresentação


A pandemia de Covid-19 tem afetado todos os setores da economia. O comércio local, as lojas físicas estão entre os que mais tem sentido os impactados do isolamento social e da recessão.


O mundo já estava mudando e dando sinais de mudanças. Mas, precisamos admitir, ninguém estava preparado para isso, esperávamos uma mudança gradativa. Fomos todos pegos de surpresa.


A forma como as pessoas estavam consumindo produtos e serviços, se relacionavam com as marcas, era um dos sinais claros desta mudança, muitos negócios estavam se reinventado, muitos novos nascendo e outros tantos deixando de existir. A pandemia acabou acelerando tudo isso, marcando o fim de uma era e o começo de outra.


Para estimular a economia nacional e ajudar os os pequenos e médios negócios que são os maiores empregadores do país e também os que mais estão sofrendo com esta crise, muitas instituições, empresas e lideranças sociais, estão levantando a bandeira do compre de quem faz, do pequeno, apoie o comércio local. A grande maioria dos especialistas apontam que a sociedade está se movimentando para isso: valorizar os pequenos negócios.

E esse movimento converge para internet, não dá mais para ficar preso ao passado. E com essa crise, muitos negócios, mesmo que tarde, acordaram para o que já vínhamos falando à muito tempo: a internet é um excelente canal de venda e divulgação. É preciso estar presente nas redes sociais e apostar em comércio online, no delivery e outras formas de fazer negócios.



Propostas


Comunicação - criar campanhas de conscientização e sensibilização para estimular o consumo no comércio local, bem como dos pequenos empreendedores.

Essa comunicação deve ser coordenada entre setores públicos com apoio e investimento financeiro dos governos locais, entidades e associações, bem como dos próprios empresários e empreendedores. Uma campanha massiva que esteja presente em todos os canais de comunicação, dos tradicionais à internet e com uma linguagem / estética única para surtir efeito.


Reinvenção nas relações comerciais - com as restrições sanitárias de movimentação de pessoas, os comerciantes e produtores precisam se reinventar e adaptar-se ao novo. Uma aposta é investir nas tecnologias existentes, no delivery / entrega à domicílio.

  • Vitrines 360 com fotos e vídeos dos estabelecimentos e produtos;

  • Reinvenção do papel dos vendedores e atendentes: utilizando redes sociais, mensageiros como WhatsApp e outros para divulgar e comercializar produtos e serviços;

  • Melhorar a presença e engajamento nas Redes sociais através do Marketing de Conteúdo;

  • Oferecer entrega através de delivery - Essa estratégia é o “ponto principal” desse conjunto de propostas. Uma opção seria a regulamentação pelo poder público dos serviços de delivery estendendo o que atualmente funciona muito bem para o setor de alimentos para todos os setores;

  • Com uma rede de prestador de serviços de entrega, os negócios poderiam utilizar os serviços destes profissionais terceirizados para levar até seus clientes os produtos adquirido.

  • Empresas que oferecem produtos de segurança epidemiológicas e de higiene poderiam desenvolver soluções para preservar a segurança dos entregadores (através de embalage, protocolos de higiene…), dos profissionais envolvidos, bem como do cliente;

  • Os dos tópicos anteriores gerariam oportunidades de renda para para estes profissionais, bem como o surgimento de potenciais novos negócios.

  • As empresas que adotarem o delivery deverão diversificar as opções de pagamentos que vão de máquina de cartão aos apps;

  • UPDATE: Mas Léo, existem vários apps de delivery... Bem, realmente existem, porém nenhum contribuem efetivamente para a economia local, principalmente para os entregadores. A melhor estratégia seria um serviço organizado e local de entrega.


Geração de oportunidades - Consequentemente, ao serem adotadas estas estratégias, seriam geradas oportunidades para uma vasta cadeia de profissionais e empresas que prestam serviços para que estas ações tenham êxito: designers, programadores, videomakers, publicitários, influencers, produtores de conteúdos, comunicadores, marketing, etc.


Conclusão


Que nesse momento onde toda a sociedade está unida pelo medo e pelas incertezas, possamos ver uma oportunidade para revermos nossos valores humanos, nossas ações e que possamos sair mais fortes.

O mundo do “Eu” não existe mais. Bem vindos ao mundo do “Nós”!


Deixe seu comentário, sua opnião! Compartilhe em suas redes para para esse conteúdo chegar mais longe.

 

 

Quem sou eu Eu sou Léo Begin, especialista em Marketing e Negócios e consultor de Marketing & Branding para profissionais e empresas.

E-Mail: contato@leobegin.com Whats: 48 99859-6851 Site/blog: www.leobegin.com

Siga-me nas redes sociais para não perder nenhum conteúdo: - Instagram 

- Youtube Facebook - Linkedin ................................................ Formado em TI MBA em Marketing e Negócios Outros cursos: - Branding, Construção Estratégica de Marcas - Marketing Digital - Hipnose Conversacional (Neuromarketing) - Analista Comportamental DISC


32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page