top of page
  • Léo Begin

Por quê trabalhar a gestão da sua marca pessoal?

Atualizado: 1 de set. de 2019


Vivemos uma época crucial para a competitividade no mercado de trabalho e também pela atenção e intenção dos clientes. Profissionais que trabalharem seu Personal Branding (gestão da marca pessoal), desenvolvendo sua Inteligência emocional, social, empatia e conexões verdadeiras terão maiores chances de se destacar no mercado.



Você já deve ter percebido que devido às mudanças na forma de relação entre corporações ou prestadores de serviços e seus clientes, que passaram a ser muito mais “horizontal” (mudanças essas influenciadas pelas novas tecnologias, redes sociais e novos hábitos de consumo), o cliente deixou de ser apenas um consumidor de um produto ou serviço e passou a ter maior poder de influência na construção da reputação de uma marca. Com entendimento cada vez mais claro de que negócios são feitos entre pessoas, as empresas estão buscando humanizar suas imagens, comunicações, simplificando as relações nos ambientes corporativos e principalmente entre a empresa e consumidor, colocando o ser humano como centro dos negócios.


Por outro lado, cada vez mais as marcas pessoais estão sendo profissionalizadas. Todos temos uma marca pessoal, que é a nossa essência, que nos torna um ser humano único, diferente das outras pessoas. mas nem todos trabalham conscientemente e de forma acertiva para construção do que chamamos de autoridade e reputação em sua área. Não se trata de autopromoção, o que é compreendido socialmente como algo negativo, mas sim, do gerenciamento da sua imagem pessoal e profissional, para que entre tantos profissionais competindo pelo mesmo espaço e no mercado e pelos mesmos clientes, você seja visto, reconhecido e seu serviço seja desejado. Esse é o trabalho da Gestão de Marca Pessoal - Personal Branding.

O que é Personal Branding?


O Personal Branding, ou gestão de marca pessoal é como você “se vende”, se apresenta ao mundo. No ambiente de trabalho, a imagem que transmitimos e como nos comunicamos influencia diretamente o sucesso profissional. Trabalhar corretamente o branding pessoal, de forma consciente, faz com que o profissional consiga transmitir a credibilidade e autoridade que ele tem em sua área, seja você funcionário de uma empresa, empresário, artista, personalidade pública, empreendedor, autônomo...


Mídias Sociais

Hoje, as mídias sociais, como Facebook, WhatsApp, Instagram, Linkedin... são os mais importantes canais de comunicação entre um profissional e seu público. Logo, entender como trabalhar conceitos de marketing pessoal e branding nas redes sociais é fundamental para que você se torne um influenciador a autoridade respeitada e reconhecida em sua área.



Personal Branding para empresas?

Sim! Como falei no começo deste artigo, o relacionamento vertical onde a empresa "falava" e o consumidor "ouvia" é coisa do passado. As pessoas estão buscando relações mais verdadeiras, éticas e humanas, buscando humanizar e horizontalizar suas relações com parceiros, fornecedores e seu público. O cliente assume um papel extremamente importante na construção da reputação de uma marca. O famoso boca-a-boca agora é Online, e anos de trabalho podem ir para o espaço caso não haja por exemplo um bom gerenciamento de crise. Por outro lado se o cliente se envolve com a história de uma empresa, se identifica com seus valores ele será seu maior aliado, divulgador e defensor.


Quando humanizamos as empresas damos uma cara a elas. O relacionamento com o cliente fica muito mais próximo, com menos desgastes, e passa a se ver como um “amigo”, um embaixador que irá defender e propagar a empresa e seus serviços para seus contatos.

 

Como posso trabalhar a minha marca pessoal?


É um trabalho é contínuo. Para construir uma marca pessoal com forte reputação, reconhecida e desejada, é preciso antes de tudo, fazer um mergulho em nosso ser, nos conhecer verdadeiramente e também entender o mercado. Abaixo cito algumas ações que você pode desenvolver para começar a jornada da construção de sua marca pessoal:


1- Conhecer / reconhecer o seu "eu" e saber onde quer chegar é o primeiro passo, se você não sabe quem é, e o que deseja, dificilmente poderá chegar a algum lugar que não seja diferente de um lugar mediano. Neste artigo: "Conheça-te a ti mesmo e então o mundo lhe conhecerá!" eu falo sobre o autoconhecimento na construção de uma marca pessoal


2- Conhecer o seu mercado. É uma presunção acreditar que conhecemos a necessidade do nosso público e que podemos "enfiar goela a baixo" nossas "soluções" para suas vidas. Somente quando passamos a entender as dores, prazeres e anseios verdadeiros de nossos clientes / seguidores / público é que podemos estabelecer um diálogo verdadeiro e muito mais eficiente para todos, lembrando que os dados demográficos e geográficos são importantes, claro, mas são os dados Psicográficos e comportamental que vão lhe ajudar a tocar na alma do seu potencial cliente. Para que você ofereça o seu "remédio" é preciso saber onde dói. Nesse artigo: "Você realmente conhece seu cliente?", eu falei sobre pesquisa de mercado no marketing pessoal & personal brandng.

  • Pesquise os dados demográficos: idade, sexo, raça, classe social, etc

  • Dados Geográficos: cidade, estado, país, etc

  • Psicográfico e comportamental: estilo de vida; valores e crenças; visão de mundo; Necessidades; hobbies e lazer, etc


3- Benchmarking - Conheça suas referências, as referências em sua área e seus concorrentes diretos. Observe como eles agem, o que fazem para se destacar.

  • Quais praticas destes profissionais poderiam servir de inspiração para a minha marca profissional?

  • O que torna este profissional uma referência?

  • Quais são os seus pontos negativos?

  • Como é a relação dele e seu público?


4- Análise e interpretação dos dados - Após o trabalho de imersão, de pesquisa, você precisa analisar e interpretar as informações levantadas.

  • O que todas essas informações querem dizer?

  • Como posso usá-las para fortalecer minha marca pessoal?

  • Quais são os meus pontos fortes, fracos, e meu diferencial?

  • O que preciso melhorar?

  • O que preciso deixar pra lá?

  • No que devo focar?


5- Estratégia - Dados e a interpretação dos mesmos, não servem para nada, se não haver uma estratégia onde os mesmos sejam aplicados. Após todo estes processo de autoconhecimento, de conhecimento do mercado é a hora de definir sua estratégia.

  • Qual é o meu objetivo?

  • Com quem quero falar?

  • Como desejo ser visto e reconhecido?

  • Que mensagem quero transmitir?

  • O que farei para construir uma marca / reputação pessoal forte?

  • O que devo fazer para me destacar / diferenciar?

6- Ação - Após estar munido de informações, ter interpretado-as e desenvolvido a estratégia é hora de partir para ação, e é "entrando em campo e jogando" que você irá aperfeiçoar suas habilidades. Validar estratégias, errar, acertar e corrigir erros. Porém quando falamos de marca pessoal é importante ter cuidado com os erros, pois, uma vez q a reputação é manchada, muito dificil será reverter os danos.

É na hora da ação, do vamos ver, que muita gente trava, se sente insegura... Neste artigo: O "Horizonte é um Lugar Inalcançável", eu falo sobre a ilusão de esperar estar pronto para então começar, recomendo muito a leitura, principalmente se você é uma pessoa que nunca se acha pronta, boa o bastante e que fica protelando a hora de se jogar.


7- Avaliar desempenho - A correria, a demanda do dia-a-dia, ou a rotina (om ambas tudo junto e misturado) fazem com que comecemos a agir no automático. De tempo em tempos é importante parar, analisar os resultados, ver o que está dando certo, onde estamos errando e calibrar nossas ações, e então recomeçar tudo novamente. Nunca pare, busque conhecimento e o desenvolvimento pessoal constantemente.


Conclusão


O trabalho de construção, lapidação e fortalecimento de uma marca pessoal deve ser contínuo. A essência é o autoconhecimento, o conhecimento do mercado, a empatia e estratégias bem definidas. Cada profissional é único, cada mercado é único e seria impossível contemplar todas as informações necessárias para a construção da sua marca pessoal em um único artigo. Porém, colocando em prática estas dicas, você já estará alguns passos a frente, mais próximo de seus clientes.


#marketingpessoal #personalbranding #brandingpessoal #carreira #negócios

 

Sobre mim


Eu sou Léo Begin  - Consultor de marketing pessoal e personal branding

Meu propósito é ajudar as pessoas encontrarem, desenvolverem e revelarem a sua "luz" para o mundo! Se você deseja desenvolver, lapidar e potencializar sua marca pessoal, eu posso lhe ajudar. Vamos conversar?

Meu E-Mail é contato@leobegin.com

Whats: 48 99859-6851

www.leobegin.com


- Formado em TI, com - MBA em Marketing e Negócios e Curso de Branding, Construção Estratégica de Marcas

26 visualizações0 comentário
bottom of page